Quem somos?

Estamos em um processo de construção contínua, muitas vezes nos surpreendemos com nossas ações, entramos em conflitos, não aceitamos o q percebemos, negamos ou projetamos a dificuldade. O problema não é meu e sim do outro, como alternativa pode também ocorrer uma somatização, portanto adoecemos. Aflora a insatisfação, o q fazer? O desejo é de mudança, porém a mesma implica em sairmos da zona de conforto. Exige investimento, esforço, porém o mais importante é responder esta pergunta:

Quem é você? O que vc deseja realmente?

Ressaltando a importância do autoconhecimento usarei um aforismo grego, citada por Sócrates, “Conhece-te a ti mesmo.” Este é o principio de tudo, para encontramos a satisfação e a alegria em viver, é fundamental este conhecimento, de quem somos.

Partindo da premissa de Freud, “Não somos apenas o que pensamos ser. Somos muito mais, somos também o que lembramos e aquilo que nos esquecemos; somos as palavras que trocamos e os enganos que cometemos; os impulsos a que cedemos, sem querer”.

Somos tudo isto, desvendar o nosso próprio enigma é fascinante. No processo terapêutico temos a oportunidade de mergulharmos em nossas contradições, medos, inseguranças, nas raivas enferrujadas e nos desejos negados, muitas vezes estrangulados. Comparo ao processo de renascimento, assim passamos a olhar para o nosso interior de forma carinhosa e corajosa. Descobrimos q somos muito o discurso do grande outro, dos desejos da mãe, do pai, de parentes, vizinhos e da sociedade, e muito pouco dos nossos reais desejos.

Lembro então do grande poeta Fernando Pessoa, em um de seus poemas, pontua “procuro despir-me do que aprendi, procuro esquecer-me do modo de lembrar que me ensinaram, e raspar a tinta que me pintaram os sentidos, desencaixotar as minhas emoções verdadeiras, desembrulhar-me e ser eu”
Está é a grande conquista, ser eu, eu mesma(o).Reconhecer minhas aptidões, qualidades, desejos e deixar aflorar o ser real. Ressaltando a importância de acreditar nas possibilidades do querer e da busca com determinação. Fortalecer-me na crença, que serei capaz de alçar meu legítimo voo, nas asas da liberdade reconstruindo minha história!! Claudete de Morais.
 

  • imagem

Comentários

--Nenhum comentário no momento--

Novo comentário

Observação: Seu comentário será moderado antes de ser exibido aqui.