Terapia EMDR

A terapia EMDR é um método inovador, eficaz e com brevidade de tratamento. É utilizada com sucesso, na remoção de traumas, crenças negativas, transtornos de ansiedades, estresse pós-traumáticos, fobias, transtornos alimentares, depressão, distúrbios da sexualidade e demais transtornos. Esta intervenção terapêutica usa a estimulação sensorial, (ocular, auditiva e ou tátil) com a ativação bilateral dos hemisférios cerebrais para o reprocessamento de cargas emocionais.

A terapia EMDR se compõe de dois importantes mecanismos de ação: a exposição e a reestruturação cognitiva. A redução da ansiedade e da excitabilidade decorre da segurança que brinda um ambiente controlado gerando uma nova estrutura cognitiva que venha de encontro à memória aversiva e a substitua (Izquierdo&Camarota, 2004).

O EMDR é um processo experimental que é construído a partir da estruturação básica (ICES) da identificação de um alvo,(memória traumática) que será reprocessado de acordo com o protocolo especifico, observando (crenças, imagens, emoção e sensações corporais) as quais constitui um processo psicológico e neurologicamente definidor, aliados com a ativação bilateral (de movimentos oculares, estimulação auditiva ou tátil). Assim ocorrerá a ativação do processamento adaptativo de informações (movimento cerebral/inter-hemisférico). Esse processamento promove o deslocamento e a resolução da carga emocional que se fundiu ao alvo. Grand (1999).  Ele permite gerar informações que antes eram de raro acesso pelos processos mentais ou pelos dados levantadados através da história clinica.
 
Episódios traumáticos podem promover um desiquilíbrio no sistema nervoso acarretando alterações nos neurotransmissores, na adrenalina e outros mais. Estas reações irão desencadear dificuldades no funcionamento do sistema, fazendo com que as informações auferidas no momento do evento sejam conservadas neurologicamente em seu estado perturbador. Através de estudos de imagem cerebral recentes foi constatado que, as experiências traumáticas a principio são fixadas como sensações ou estados de sentimentos e, não são reunidas e reescritas em narrativas pessoais. As memórias traumáticas não se alteram ao longo dos anos, elas são as desencadeadoras das limitações do próprio individuo, pois diante da qualquer disparador que remeta a estas memórias, surgirão as dificuldades, as quais irão impedir de o ser avançar, limitando sua qualidade de vida.

A terapia EMDR atua sobre a ferida traumática diluindo a perturbação decorrente da mesma. Assim, EMDR objetiva dessensibilizar e reprocessar conteúdos perturbadores, redimensionando-os possibilitando ao individuo a compreensão de sua capacidade de resiliência e, entendimento de sua história de vida!
 

  • imagem
  • imagem